Paróquia Nossa Senhora Aparecida
Notícias da Paróquia
 
10.Jun - Setena e Solenidade de Pentecostes
Setena e  Solenidade de Pentecostes

 


 


“Quando chegou o dia de Pentecostes, os discípulos estavam reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um barulho como se fosse uma forte ventania, que encheu a casa onde eles estavam.” (At 2, 1-2)


 


Na oportunidade em que os discípulos encontravam-se reunidos e receberam a presença divina e poderosa do Espírito Santo, grande tumulto ocorreu, de forma que cada um falava em uma língua diferente, o que causou desarmonia. Tal passagem bíblica nos leva a refletir que naquele momento os discípulos vivenciaram situação inesperada, pois não foi possível entender o que se passava no meio deles.


Jesus, que antes caminhava no meio deles, não mais estava presente fisicamente, mas podia ser encontrado através da ação do seu Divino Espírito Santo. Quando Jesus chega, Ele vem para apascentar, unificar e colocar em harmonia aquilo que antes estava em descompasso. Assim os discípulos puderam compreender novamente a unidade que antes os ligava, a qual estava restaurada pela ação poderosa do Espírito.


Situação semelhante vivenciamos atualmente. Vivemos em um mundo que encontra dificuldade de viver a partilha e a unidade. Nossas comunidades, assim como a sociedade em geral, muitas vezes se assemelha aos discípulos, cada um escutando uma língua, cada um vivendo de forma individual e diferente. Mas quando deixamos Jesus, através da ação renovadora do Espírito, habitar em nós, somos levados a viver uma experiência libertadora, de modo que somos cada vez mais impulsionados a reconhecer e viver a comunhão cristã.


É isso que o Senhor quer de nós, é disso que estamos necessitados. Viver em unidade nos torna membros de uma comunidade unida, que caminha com os olhos fixos nos caminhos do Senhor. O Espírito é como o vento, sopra onde quer. Mas sempre toca a cada um e a todos igualmente, de maneira que seu sopro faz em nós novas todas as coisas, tudo recria. Assim, somos levados a vivenciar experiências cada vez mais harmônicas e profundas, do amor e da ação divina de um Deus que quer unidade, união, comunhão verdadeira.


As celebrações da Novena/Setena do Divino Espírito Santo nos ajudam a fortalecer nossa fé a partir da compreensão do sentido de cada um dos dons do Espírito. É preciso sabedoria para que conheçamos de fato a vontade de Deus para nossas vidas, de forma a aperfeiçoar nossa intimidade com Ele. O entendimento nos ajuda a entender que necessitamos harmonizar nossas ideias e opiniões, assim sendo capazes de alcançar unidade em um ponto comum. Precisamos de fortaleza para vencer as dificuldades, coragem para perseverar com paciência, firmeza e silêncio. O conselho nos permite tomar decisões oportunas em horas difíceis, de forma a levar ao próximo, por meio de gestos e palavras, a certeza da concretude da ação de Deus, sendo capazes de ouvir e aconselhar de forma positiva e divina. Pela ciência sentimos o cuidado de Deus por nós, na Criação e na simplicidade com que percebemos os vestígios de Deus em cada detalhe. A piedade está ligada à nossa relação com Deus, aumentando em nós a devoção, o fervor e nos fazendo experimentar viver em comunhão permanente com Deus. O temor de Deus aumenta em nós o amor por Ele e nos ajuda a evitar tudo o que nos afasta do Pai, de forma a estreitar nossa relação e a certeza do amor e da proteção divinos.


O Espírito Santo age em nós de forma renovadora. A presença do Divino Espírito é capaz de causar em nós o impacto que nossa fé frágil necessita para ser restaurada. Se muitas vezes vivemos a desunião em nossa vida e em nossa comunidade, basta deixar que a ação divina nos preencha e nos conduza à verdade que nos leva ao Pai, de forma a enfrentar os desafios que nos impedem de viver em verdadeira unidade.


O sopro do Espírito nos molda, nos renova, nos ampara e nos direciona no sentido que nossa fé precisa encontrar. Que sejamos então, cristãos empenhados a encontrar e vivenciar a plenitude da comunhão do projeto divino que Deus traçou para cada um. Que sejamos capazes de desempenhar nossas funções evitando a discórdia, a inveja e a divisão, sendo cada vez mais impulsionados a vivenciar uma fé que nos leve a edificar os caminhos em unidade.


Sejam feitas novas todas as coisas através do sopro da ação divina e poderosa do Espírito, nos conduzindo a compreender uma única língua que nos move e nos une: a língua do amor de Deus.


Bernardo Bernardes Silva Teixeira



 


clique aqui para ver as fotos


 


Fotógrafo: Pascom

Fonte: Pascom

Indique a um amigo
 

Copyright © 2019 Paróquia Nossa Senhora Aparecida. Todos os direitos reservados.